Menu
Facebook YouTube Instagram
Galeria do AquaRio
Anterior Próxima
Galeria de visitantes
Envie sua foto
Anterior Próxima
Espécies e Curiosidades
Peixes-cirurgiões
Peixes-cirurgiões

Estes peixes têm este nome porque possuem na base da cauda um espinho que corta, como se fosse um “bisturi”. Eles o utilizam como mecanismo de defesa, já que brigam bastante entre si. Os peixes-cirurgiões são muito ativos e passeiam por todos os estratos do costão, buscando alimento (algas, em sua maioria) desde sua parte mais superficial até o fundo, junto à areia.

Garoupas e Badejos
Garoupas e Badejos

Animais associados ao fundo (cascalho, por exemplo), que normalmente vivem em recifes de coral ou estruturas rochosas localizadas a menos de 200 m de profundidade.

A grande maioria deles é predadora, e pode engolir rapidamente suas presas através de um forte movimento de sucção que faz ao abrir a boca.

São peixes hermafroditas de dois tipos: em sua maioria são fêmeas, que crescem e mudam de sexo depois de desovarem algumas vezes. Alguns outros possuem os dois sexos funcionais no corpo ao mesmo tempo.

Tubarão-gato
Tubarão-gato

Seus olhos semelhantes aos dos felinos é o que lhes garante o nome de tubarões-gato (Atelomycterus macleayi / Atelomycterus marmoratus).

Tubarões-gato são nativos do Indo-Pacífico, onde A. marmoratus ocorre em toda a parte tropical ocidental, e A. macleayi é restrito às proximidades do território australiano.

As duas espécies colocam ovos (são ovíparas). Seus ovos possuem cápsulas retangulares com projeções nas extremidades, estruturas que os prendem em algum local, impedindo que fiquem à deriva e se percam pelos oceanos.

Tubarão-bambu
Tubarão-bambu

Tubarões-bambu (Chiloscyllium punctatum / Chiloscyllium plagiosum) são comuns das águas costeiras da parte ocidental do Oceano Pacífico. São chamados dessa forma por causa do padrão de cores que exibem quando jovens, lembrando bambus. Quando se tornam adultos, esse padrão muda, assumindo uma única cor.

Possuem a habilidade de “caminhar” sobre bancos e fendas dos recifes de coral e costões rochosos, uma vez que possuem corpos adaptados para este deslocamento terrestre e para ficar fora d´água por algum tempo.

Peixe-leão
Peixe-leão

As espécies de peixe-leão são nativas da região do Indo-Pacífico, consideradas invasoras no Oceano Atlântico.

São animais de hábito noturno, e se alimentam de pequenos peixes e invertebrados. Para caçar, se camuflam muito bem no ambiente e capturam suas presas com movimentos rápidos. 

São também animais peçonhentos. Como mecanismo de defesa, possuem espinhos que inoculam veneno em quem por ventura os toque.

 

O maior aquáriomarinho
da América do Sul
Facebook Youtube Instagram
Os WOdens